Escreva para expressar, não para impressionar.

13 citações que são como um minicurso para criar personagens

Por Diego Schutt em 15/12/2018 Tópicos: Escrever Ficção, Inspiração, Personagens
3
46

“Temos que vestir [nossos personagens] como sobretudos. Temos que ver através de seus olhos, temos de saber como é existir como eles, mesmo que apenas nas poucas horas em que estamos escrevendo uma cena em particular.”

Vince Gilligan


“Não importa o que ele diz, não importa como ele se comporta, a única forma de realmente conhecermos um personagem profundamente é através das escolhas que ele faz sob pressão.”

Aprenda a pensar e escrever como um escritor profissional

 

Robert McKee


“Você tem que estar disposto a contar apenas um episódio que represente a sua história, ao invés de tentar resumir a experiência completa de um personagem com generalizações abstratas. Acredite que seus leitores vão concluir o geral a partir do específico e não o contrário.[…] Dramatizar algo específico sempre resulta em ganho de credibilidade e impacto emocional.”

Jeff Sexton


“Nós continuamos a aprender sobre o protagonista durante todo o curso da história. A certa altura, […] algo muda. Começamos a sentir que ‘conhecemos’ o personagem. Criamos expectativas […] e passamos a nos interessar em prever seu comportamento. Nós estamos ‘com’ o personagem.

E isso dá poder ao [escritor]. Ao afetarmos o personagem, nós agora podemos verdadeiramente afetar o público. Do mesmo modo que o público entra na história através do personagem, o [escritor] usa o personagem para tocar o público.”

Terry Rossio


“Não se preocupe com como seus personagens soam, mas com como eles veem. Assista ao mundo com os olhos deles. Estude o extraordinário e o mundano através de suas perspectivas particulares. Saia para caminhar com eles, investigue os cômodos onde eles vivem, descubra que objetos em uma mesa de jantar bagunçada eles inevitavelmente ficariam olhando por mais tempo e depois descubra porquê.”

Dinaw Mengestu


“Os personagens [bem construídos] – aqueles que são identificáveis, memoráveis e especiais para nós – são reais para nós de uma forma poderosa. Eles são fortes, seja de forma boa ou ruim. E gostamos ou odiamos eles o suficiente para seguirmos as suas trajetórias até o fim.”

Matt Gartland


“Se você fica fora do seu personagem, inevitavelmente vai escrever clichês emocionais. Para criar reações humanas que revelem [o verdadeiro caráter de alguém], você precisa entrar tanto [na mente] do seu personagem quanto na sua própria mente.”

Robert Mckee


“Quando uma ideia é confortável, muito provavelmente não é criativa. Não digo que não seja boa nem que não seja eficiente. Mas estamos aqui falando de criatividade, e é sob este prisma que estou analisando o fenômeno.

Ironicamente, a ideia que nos atemoriza é aquela na qual devemos investir nossa energia. Não é garantido que seja criativa, mas tem uma boa chance de ser. […] Procure enxergar o que ninguém viu ainda. Mude a posição da câmera mental. Permita-se desmantelar o senso comum, sem medo de parecer louco ou idiota.

O criativo precisa ter a capacidade de pensar qualquer coisa. E quando digo qualquer coisa, quero dizer qualquer coisa mesmo. […] Precisamos criar um personagem dentro de nós mesmos que seja descolado de nossas crenças e não tenha medo nem vergonha de pensar o que quiser. Um personagem amoral. Subversivo. De quem você não seja amigo nem parceiro. Com quem você tenha apenas uma relação profissional.

É fundamental um certo distanciamento para proteger o que você acredita em contraposição àquilo que o personagem vai destemidamente imaginar. Quem não alimenta este personagem, não cria este espaço livre. Quem não se dá o direito de libertar sua mente, não vai conseguir desbloquear criativamente.”

Henrique Szklo


“Respeite os seus personagens, mesmo os menores. Na arte, como na vida, todo mundo é o herói de sua própria história particular. Vale a pena pensar sobre quais são as histórias de seus personagens secundários, mesmo que elas possam se cruzar apenas ligeiramente com a do seu protagonista.”

Sarah Waters


“Se não com­pre­en­der­mos que a con­tra­di­ção faz parte essen­cial da cons­ti­tui­ção da iden­ti­dade humana, incluindo a nossa pró­pria iden­ti­dade pes­soal, nunca sere­mos capa­zes de trans­mi­tir [com credibilidade] essa com­ple­xi­dade aos per­so­na­gens que criamos.”

João Nunes


“Personagens não precisam ser simpáticos. Eles só precisam ser interessantes.”

Stephen Falk


“Você tem que ser capaz de se colocar na mente do personagem que você está criando e se imaginar na mesmo situação que ele, como se você fosse o próprio personagem. Assim, você estará escrevendo de dentro para fora. O ponto de partida de um diálogo é um desejo, o que o personagem quer no longo prazo, o que ele quer nesta cena e, considerando isso, o que ele faria para dar um passo em direção ao seu desejo naquele momento específico.

O que ele faria é usar linguagem para causar uma reação em outro personagem ou no mundo ao seu redor. E o personagem iria perceber que ele não pode apenas dizer em voz alta ‘Eu quero que você pare de fazer isso e faça isso’. Ele não vai dizer exatamente o que está pensando e sentindo. O personagem vai dizer algo que ele acredita que será suficiente para persuadir alguém a mudar seu comportamento. As pessoas nunca dizem em voz alta exatamente o que eles pensam e sentem. Há sempre um subtexto.”

Robert Mckee


”Personagens vêm a vida as vezes por sorte, mas eu suspeito que é quando você consegue escrever mais fora de si, sentindo a pele, o coração, a mente e a alma de uma outra pessoa que não é você, que o personagem se torna, por mérito próprio, um outro ser humano na página.”

Eudora Welty


Qual das citações acima é sua favorita? Você conhece alguma outra citação sobre criação de personagens? Deixe um comentário.

Aprenda a superar seus bloqueios criativos e a profissionalizar seu processo de criação. CLIQUE AQUI PARA SABER MAIS.

Sobre o Autor

Diego SchuttLer todos os textos de Diego Schutt
Diego Schutt combina ideias de teoria literária, dramaturgia e psicologia social para ajudar escritores iniciantes e experientes a desenvolver textos com mais confiança, foco e impacto. Sua formação técnica em escrita criativa inclui cursos e oficinas no Brasil, Austrália, Suíça, Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra e Japão. Há 10 anos, ele escreve e edita o Ficção em Tópicos, o site mais completo sobre storytelling em Português.

3 escritores têm algo a dizer sobre este texto

  1. Eduaro 22/12/2018

    Muito boas as citações. No entanto, gostaria muito de saber as referências de onde elas foram tiradas. São livros?

  2. Author
    Diego Schutt 23/12/2018

    Oi Eduardo.

    Algumas são de entrevistas, outras de livros e artigos, outras leitores do site me mandaram por email. Infelizmente não tenho anotado de onde cada citação foi extraída.

  3. Diogo Gravena 28/12/2018

    Parabéns Diego pelas citações! Elas nos abre a mente para o universo dos personagens e nos inspiram.

Gostou do texto? O autor vai adorar saber. Deixe um comentário e compartilhe o artigo com outros escritores.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Copyright 2010-2019 Diego Schutt - Todos os Direitos Reservados | Ficção em Tópicos