Escreva para expressar, não para impressionar.

Como um funcionário dos correios se tornou um escritor publicado em diversos países.

By Diego Schutt on 04/12/2012 in Inspiração
2
0

Charles Bukowski divaga sobre sua forma de escrever e seu processo criativo.

O famoso poeta, cronista e romancista alemão fala da sua vontade de voltar a dormir quando acorda, do seu desejo constante de não fazer nada, e das taças de vinho que despertam sua imaginação.

Bukowski conta de como se transformou de um funcionário dos correios que colocava cartas em buracos, em um escritor publicado na Alemanha, Noruega, França, Holanda, Itália, Inglaterra e diversos outros países.

“O que aconteceu? Eu não sei. Eu apenas escrevi palavras da forma que elas estava destinadas a existir. E isso me assusta bastante, porque eu me pergunto: você tem um pouco de sorte, é possível continuar com o mesmo encanto? É um teste bem difícil.”

Assista ao vídeo abaixo, em inglês, com legendas em português.

Confira alguns textos do autor clicando aqui.

O que você achou das observações do escritor sobre seu processo de escrita?

Conheça o 1º Ebook do Ficção em Tópicos

2 Comments

  1. Isabel 05/12/2012

    Acho bastante interessante a maneira com que Bukowski coloca o processo de escrita, mas acho que não é um exemplo a ser seguido – ao menos não por nós, meros mortais. Ele acredita em talento e inspiração, enquanto a tal da transpiração, ou seja, a prática constante, é um meio mais garantido de se chegar onde quer. Não sei se é assim para todo mundo, é para mim, mas cada um tem seus métodos, não é mesmo?

  2. Diego Schutt 06/12/2012

    Oi Isabel

    A gente precisa aprender a reconhecer as exceções. Como você disse, o Bukowski é uma delas. Às não-exceções, onde me incluo, só resta a prática constante e a humildade para tentar até acertar.

    Obrigado pelo comentário e pela leitura.

    sds
    Diego

Add comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

 

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Copyright 2010-2018 Diego Schutt - Todos os Direitos Reservados | Ficção em Tópicos