Aprenda a criar realidades com palavras

Estilo

Como desenvolver um estilo de escrever original?

A não ser que você escreva pelo simples prazer de articular seus pensamentos em palavras, o exercício de se tornar um escritor passa inevitavelmente pela busca de uma audiência. Para que leitores comprem suas histórias (não apenas literalmente, mas também lhe dedicando atenção), você precisa convencê-los a comprar sua personalidade e a forma original como você a expressa através de palavras.

Seus conhecimentos, valores, paixões, interesses, desejos, medos, esperanças, sonhos, objetivos, memórias, triunfos e fracassos estão sempre presentes, de uma forma ou de outra, em tudo que você escreve. Essas experiências, junto aos significados que você deu para elas, são a base da sua voz de escritor, que é o modo como você expressa a sua percepção única sobre o mundo nos seus textos.

Você não nasce com sua voz do escritor. Você a desenvolve e a refina cada vez que transforma seus pensamentos em palavras.

Enquanto leitores, estamos sempre a procura de escritores com quem a gente se identifique. Uma relação entre autor e leitor somente se estabelece quando ambos tem algum interesse em comum. Textos são locais de encontro e relacionamento.

Conheça abaixo algumas técnicas que ajudarão você a desenvolver sua voz de escritor.

1. Autoconhecimento e autodesconhecimento

Entenda como você pensa e sente o mundo a sua volta e considere que experiências passadas levaram você a ser quem é. Contemple tudo o que está acontecendo, aconteceu e está por acontecer com você. Explore seus pensamentos, ideias e desejos. Saiba quem você é e se permita, de vez em quando, ser quem você não é. Escreva textos defendendo ideias contrárias as suas, usando argumentos com os quais você não concorda. Transforme-se temporariamente naquilo que mais assusta, irrita, e confunde você.

2. Estude seus textos favoritos

Saiba quem você quer ser quando escrever. Tenha claro porque você admira certos autores e porque você odeia outros. Estude os seus textos preferidos e aqueles que você considera mal escritos. Crie suas próprias teorias sobre porque os bons são geniais, e os ruins são entediantes. Tente escrever textos copiando o estilo do seu autor favorito.

4. Escreva regularmente

Quem procura, acha. Você só vai desenvolver sua voz de escritor escreverndo e reescrevendo textos. Faça da escrita um hábito diário. Se você tem a tendência de procrastinar, estabeleça um período de tempo fixo e permita-se escrever deixando a autocrítica de lado. Nesse primeiro momento, leve em conta a quantidade, não a qualidade de sua produção. As vezes é preciso escrever mil frases para se extrair uma única que vai servir como ponto de partida para o seu texto.

5. Leia regularmente

Escritor que não lê é como instrutor de academia que não faz exercício: não inspira credibilidade no que faz. Leia tudo o que cair na sua mão. Nunca esnobe um texto, mesmo que ele seja mal escrito. Ele pode servir como uma lição valiosa de como não escrever. Tente entender porque os textos bons captam sua atenção, e porque os ruins se desmontam na página. Quanto mais você lê, mais fácil e instintivamente você escreve.

6. Escreva vários gêneros diferentes

Escreva ensaios, artigos, poesias, cenas, contos, bula de remédio. Cada estilo vai forçar você a explorar um aspecto da sua voz de escritor. Saia da sua zona de conforto. Escreva o mesmo texto em diversos gêneros diferentes. Investigue quais são os estilos que melhor refletem sua identidade de escritor, e que são mais adequados para transmitir o tipo de mensagem que você deseja comunicar aos seus leitores.

7. Escreva com paixão

Se você não se importa com os assuntos sobre os quais está escrevendo, você nunca vai desenvolver sua voz de escritor. Não adianta escrever tendo apenas em mente sucesso comercial ou de audiência. Suas palavras devem refletir o que você sente e pensa, não quanto dinheiro você quer ganhar ou quantos leitores quer ter. Sua paixão em compartilhar suas histórias deve estar sempre presente nas entrelinhas.

8. Arrisque

Esqueça o editor crítico que existe dentro da sua cabeça e deixe as ideias fluirem sem compromisso. Vá até onde sua imaginação permitir e, então, vá ainda mais longe. Escreva coisas que você nunca teria coragem de dizer para ninguém. Escreva sobre assuntos polêmicos, perigosos, constragedores. Uma boa técnica é imaginar que seus pais estão sentados ao seu lado, lendo o que você está escrevendo. Tenha com objetivo escrever algo que vá chocá-los.

9. Tenha medo do que você escreve

Se você está nervoso com o que está escrevendo, é sinal de que o conteúdo deve ter grande carga emocional para você. Enquanto escritor, você deve priorizar o que você tem para dizer, não o medo de como outros vão ragir as suas palavras. Crie coragem para explorar os assuntos mais obscuros dentro de você, e encontre uma forma de transformá-los em textos que tragam uma perspectiva original sobre o tema.

10. Não se acomode

Não se contente em desenvolver suas habilidades simplesmente até se sentir confortável com os resultados dos seus esforços criativos. Desafie-se a explorar todo o seu potencial e procure sempre experimentar diferentes estilos, testar novas técnicas e quebrar as regras que você criou para si mesmo. Mude de voz. Deboche de outras vozes. Aperfeiçoe sua voz. Reinvente a sua voz.

 

Você tem uma ideia para uma história mas não sabe por onde começar? Descubra como transformar suas ideias em histórias.

Copyright 2010-2017 Diego Schutt - Todos os Direitos Reservados | Ficção em Tópicos