Escreva para expressar, não para impressionar.

Estrutura

Contexto e experiência de leitura

Contexto é o conjunto de circunstâncias que permitem a compreensão do significado e da importância de um evento, ideia ou informação. O contexto direciona a atenção do leitor para os detalhes mais relevantes sobre um universo de ficção, permitindo que ele estabeleça uma conexão entre as informações apresentadas ao longo do texto e, assim, atribua significado à sequência de ideias e eventos que constituem a narrativa.

___

O papel de mudanças em histórias

O ponto de partida para se criar uma história de ficção é uma mudança (positiva ou negativa) que se impõem na vida de um personagem. O motivo é simples. Se tudo na vida do protagonista segue como está, se a narrativa apenas apresenta sua rotina, sua vida como ela é normalmente, você não está escrevendo uma história, mas sim o perfil de um personagem.

___

Ponto de virada

Ao começar a desenvolver uma história, é importante você considerar qual será o primeiro ponto de virada do enredo, ou seja, o momento em que um determinado acontecimento desestabiliza a vida do protagonista em algum nível, desperta nele um desejo e dá para o leitor um senso da direção em que a narrativa vai seguir.

___

Os 4 níveis de conflito

Conflito é o eixo central de toda história porque define o foco da narrativa e delimita o tema que será desenvolvido em mais profundidade no texto. O conflito da história pode existir em quatro níveis: no nível físico, pessoal, psicológico e social. Descubra em qual deles você deve focar sua história.

___

Como escrever cenas

Uma cena é uma passagem do texto que foca nas ações e reações (internas e/ou externas) dos personagens durante um período de tempo delimitado e ininterrupto, dando a sensação que a história está se desenrolando durante a leitura. Ao invés de simplesmente contar resumidamente o que aconteceu, cenas permitem que o leitor testemunhe, em tempo real, os personagens se movimentando e interagindo no universo da história. Conheça as características de cada um dos quatro tipos de cenas.

___

Como escrever diálogos

Um diálogo é uma interação entre personagens que usam linguagem verbal para alcançar um certo objetivo. Na vida real, esses objetivos não são necessariamente claros ou conscientes para os participantes do diálogo, que simultaneamente vão criando o conteúdo da conversa à medida em que interagem. Já em histórias de ficção, o escritor precisa ter consciência das motivações de cada personagem para se expressar de uma determinada maneira. Conheça os pontos que você precisa considerar ao escrever diálogos.

___

As 3 engrenagens das histórias

Como apresentar os personagens sem cair no clichê de listar suas características? Como dar profundidade para o tema desenvolvido no texto evitando um tom moralista ou educacional? Como criar tensão na narrativa sem apelar para a introdução de acontecimentos chocantes? Você pode fazer tudo isso intercalando a descrição de ação, reflexão e risco ao longo da história.

___

Os 2 enredos de toda história

Enredo é uma sucessão de acontecimentos, interligados por uma relação de causa e consequência. O acontecimento A causa o acontecimento B que resulta no acontecimento C que causa o acontecimento D que resulta no acontecimento E e assim por diante. Essa sucessão de acontecimentos pode ocorrer em dois níveis: no nível concreto, focando nos comportamentos dos personagens (enredo de fora), e no nível abstrato, através das emoções dos personagens (enredo de dentro). Conheça mais detalhes desses dois tipos de enredo.

___

Marcos do enredo

Os dois marcos do enredo, o primeiro ponto de virada e o clímax, são os acontecimentos de maior impacto na estrutura do texto. Eles representam, respectivamente, o momento em que o escritor determina a relevância do conflito do personagem (criando certas expectativas no leitor) e o momento em que ele expressa a essência da história (correspondendo, frustrando ou surpreendendo as expectativas do leitor). Descubra como criar experiências de leitura com alta intensidade emocional e impacto.

___

Modos de Narração

A leitura de textos de ficção implica em um desligamento temporário da realidade concreta, e na assimilação e aceitação de uma realidade imaginária. O trabalho do escritor é desenvolver essas realidades imaginárias de forma verossímil e coerente, para que elas façam sentido dentro do contexto da história. Para isso, em algum momento do processo de criação, o escritor precisa estar consciente das suas escolhas sobre os modos de narração, que consistem em uma série de decisões em relação à estrutura da história, à ordem e à forma como certas informações serão compartilhadas com o leitor.

Publicidade

Copyright 2010-2018 Diego Schutt - Todos os Direitos Reservados | Ficção em Tópicos