Aprenda a criar realidades com palavras

Sobre

Abra portas na sua carreira de escritor

Há um tempo atrás, enquanto caminhava pelo corredor de um hotel, vi uma porta entreaberta. Imaginei que algum hóspede tinha saído às pressas e não reparou que a porta não tinha se fechado completamente. Deixando de lado todas as lições sobre privacidade e boas maneiras dos meus pais, me aproximei entusiasmado e empurrei a porta discretamente.

Em poucos segundos de observação, reparei em uma série de objetos espalhados pelo quarto. Uma peruca despenteada sobre a cama. Uma seringa usada sobre a escrivaninha. Uma maleta de maquiagem quase vazia no chão. Um espelho de mão quebrado na mesa de cabeceira. E antes que as pessoas me assistindo pela câmera de segurança resolvessem interromper minha investigação descompromissada, voltei para meu quarto.

Com aqueles objetos em mente, fiquei imaginando a história da pessoa que estava hospedada ali e o que ela estava fazendo pouco antes de deixar o quarto. Seria uma senhora diabética que socou o espelho para simbolizar o fim da sua escravatura à indústria da beleza? Seria uma drag queen alcoólatra que bateu de cabeça no espelho enquanto aplicava botox na testa? Seria um viciado em heroína que se assustou com os monstros que viu saindo do espelho?

Era uma história sem narrador esperando para ser contada.

Melhor eu esclarecer agora que meu objetivo não é convencer você a sair bisbilhotando a vida alheia (recomendo isso apenas como diversão ocasional). O ponto que quero ressaltar aqui é que uma porta entreaberta tem um apelo quase irresistível à nossa curiosidade. Acredito que mesmo aqueles que se deixam guiar pelas normas e bons costumes, desejam secretamente colher as pistas e desvendar os mistérios de uma possível história interessante que cruza o seu caminho.

Aquela frestinha das portas entreabertas são convites à curiosidade. É uma oportunidade de, temporariamente, fugir da previsibilidade do nosso dia e descobrir um universo diferente.

Acredito que todo texto que você escreve também é um convite.

As primeiras palavras e frases são como a fresta de uma porta entreaberta, que deixa o leitor ver apenas alguns aspectos da sua narrativa e dão pistas da história que você vai contar. E dependendo das escolhas que você faz no início dos seus textos, você tem o poder de instigar curiosidade e criar um desejo quase irresistível de explorar esse universo criado por você.

O Ficção em Tópicos é composto por uma série desses convites para você praticar formas simples de criar essa vontade incontrolável de explorar o que está por trás das portas que você abre com seus textos.

O que você vai encontrar aqui são respostas possíveis para essas e outras perguntas relacionadas ao assunto, além de dicas práticas e recursos para desenvolver e exercitar sua criatividade.

Entre, observe, vasculhe e, se tiver um tempinho, me escreva para contar se você também não consegue resistir a uma porta entreaberta.

Sinta-se convidado a contribuir com seus pensamentos e experiências.

Seja bem-vindo ao Ficção em Tópicos.

Conheça o criador e editor do site clicando aqui.

Copyright 2010-2017 Diego Schutt - Todos os Direitos Reservados | Ficção em Tópicos ® é uma marca registrada