Aprenda a criar realidades com palavras

O Poder das Palavras – Primeiro Desafio Literário do Scribe

Por Diego Schutt em 30/04/2015 Tópicos: dicas
2
7

Em toda a sua sofisticação, o cérebro humano é, em essência, uma máquina de rótulos. Essa habilidade de rapidamente avaliar os benefícios e perigos do que está ao nosso redor sempre foi essencial para nossa sobrevivência.

Na época das cavernas, isso nos ajudava a identificar os únicos três rótulos que importavam. É de comer? Vai me matar? Vai me dar prazer?

O que essas três perguntas têm em comum? Justamente, nosso desejo intrínseco de sobrevivência.

Décadas, séculos, milênios se passaram. Nos civilizamos, refinamos nossos instintos, evoluímos. Encontrar alimentos, escapar de animais selvagens e nos reproduzir deixaram de ser nossas únicas preocupações. Desenvolvemos uma curiosidade por saber mais, por explorar os limites e possibilidades do nosso mundo. Dessa curiosidade, surgiram as ciências, as artes e um senso de que somos seres inteligentes, ou seja, aprendemos a acumular conhecimento e colocá-lo a serviço dos nossos desejos.

Apesar dessa aparente sofisticação, nosso cérebro segue, acima de tudo, preocupado com sua função primordial: nos oferecer respostas rápidas para garantir nossa sobrevivência.

Por isso, quando nos deparamos com uma situação ou pessoa que parece representar algum tipo de ameaça, voltamos a operar de modo instintivo. Deixamos nossa curiosidade de lado e rotulamos essa ameaça o mais rápido possível. Isso faz sentido se um tigre está correndo em nossa direção, mas não quando alguém se sente desconfortável com orientação ou identidade sexual de outras pessoas.

Homofobia, lesbofobia e a transfobia me parecem ser resultado desse medo instintivo que todos nós sentimos do que não conhecemos, do que não entendemos e, portanto, acreditamos ter o potencial de nos prejudicar.

A fonte de tamanho ódio pelo diferente não são as pessoas alvo dessa raiva, mas sim as perguntas que elas provocam no agressor. 

Como podem desejar algo que nunca pensei ser possível desejar? Como podem questionar valores que, para mim, parecem ser fundamentais? Como podem querer os mesmos direitos que tenho sendo tão diferentes de mim?

Esses pensamentos nos provocam a encarar de frente nosso medo do desconhecido, a reconhecer que existem outras formas de ver e interpretar o mundo, a reconhecer que certas convicções que pautam nossas vidas talvez não sejam universais, a perceber que desejar o que a maioria deseja não significa estar mais certo ou ser mais normal.

O rótulo é um saco plástico que tapa o rosto do diferente para que a gente esqueça que nossa agressão está causando sofrimento em um outro ser humano como nós, com pai, com mãe, com avós, com amigos, sobrinhos, desejos, sonhos, valores e convicções.

O grande poder da literatura é, justamente, nos ajudar a enxergar verdades diferentes das nossas.

Histórias permitem que a gente reganhe nossa curiosidade sobre o mundo e as pessoas. Elas ajudam a gente a olhar para o que nos parece estranho com mais empatia, a reconhecer como somos todos iguais em nossas diferenças.

Conscientes disso, o Scribe – em parceria com o Editoras.com, o Guia da Autopublicação e o Ficção em Tópicos – lançou seu Primeiro Desafio Literário, que tem como tema a luta contra a homofobia, lesbofobia e a transfobia.

Nosso objetivo é incentivar escritores a produzir textos que emprestem um olhar mais sensível e humano para o diferente, na esperança de ajudar outras pessoas a enxergar além desse medo do que não conhecem e não entendem.

Mais detalhes sobre o desafio abaixo.

1. Tema e objetivo

Percebemos que o 1° desafio de contos do Scribe teve um grande alcance, foram mais de 60 contos inscritos com milhares de recomendações e compartilhamentos em diversas redes sociais, e foi pensando neste grande movimento que surgiu a ideia de usar a nossa plataforma, os seus textos e suas palavras com o objetivo de impactar positivamente o mundo em que vivemos.

O 1° desafio literário Scribe terá como tema a luta contra a homofobia, lesbofobia e a transfobia, através da campanha #opoderdaspalavras.

O nosso principal objetivo é promover e divulgar novos talentos literários e incentivar o uso da literatura como crítica social ativa, em busca de uma vida mais harmônica em sociedade.

2. Formatos e categorias

O textos poderão ser escritos em qualquer uma das três categorias de nossa plataforma, sendo ele: poema, contos ou crônicas.

3. Inscrição

Poderão participar todos os interessados, basta fazer o cadastro no Scribe para participar do desafio. Visite wescribe.co.

4. Critério para validação do texto no desafio

  1. Abordagem do tema proposto – homofobia, lesbofobia e transfobia.
  2. O texto (poema, conto ou crônica) deve ser publicado no Scribe
  3. O texto deve conter no máximo duas mil palavras.
  4. Uso da tag “#opoderdaspalavras” no seu texto
  5. No final do texto é obrigatório colocar os links para os sites dos parceiros:

– Ficção em Tópicos (http://ficcao.emtopicos.com/)

– Editoras.com (http://editoras.com/)

– Guia da Autopublicação (http://guiadaautopublicacao.com.br/)

5. Cronograma

O desafio será dividido em duas fases

1° Fase – Avaliação por critério popular de 13/04/2015 – 1/06/2015

Os escritores devem usar o Scribe como sua plataforma de escrita e publicação, os textos que obtiverem o maior número de visualização, leitura, recomendação e compartilhamento passarão para a próxima fase.

Os textos selecionados para a segunda fase serão anunciados entre o dia 8/06/2015 – 12/06/2015

2° Fase – Avaliação pelo júri

Na segunda, os textos com as melhores avaliações serão avaliados pelos júris compostos pelos nossos parceiros e assim serão definidos os vencedores.

Serão selecionados 10 textos de cada categoria, ou seja, 30 textos no total, sendo 10 poemas, 10 contos e 10 crônicas, que farão parte do volume I da coletânea #Opoderdaspalavras, que será publicada em e-book.

Os textos selecionados deverão ser anunciados até o dia 22/06/2015.

6. Premiação

Serão selecionados os melhores texto de cada categoria para serem premiados, assim contemplaremos o melhor poema, melhor conto e melhor crônica do desafio.

Os três vencedores receberão um espaço de um ano na galeria de escritores do site Editoras.com.

Este é um espaço que os vencedores do desafio poderão dar mais visibilidade ao seu trabalho, nele o autor poderá apresentar sua Biografia, seus livros já publicados ou aguardando publicação, além de links para suas redes sociais.

7 . Direitos autorais

Os Autores que tiverem seus textos selecionados para integrar a coletânea lançada em e-book, receberão uma carta de cessão de direitos autorais para que a publicação possa ser feita.

O desafio tem como objetivo dar visibilidade aos novos autores e sua escrita, além de promover uma causa através do poder das palavras. Acreditamos que através da publicação, além da premiação com um espaço na galeria de escritores, conseguiremos levar as suas palavras a um número maior de leitores, destacando o seu trabalho da melhor maneira. Lembramos que todos os créditos serão dados aos autores.

Tem alguma dúvida? Envie um e-mail para scribe@wescribe.co

Sobre o Autor

Diego SchuttLer todos os textos de Diego Schutt
Diego Schutt combina ideias de teoria literária, dramaturgia e psicologia social para ajudar escritores iniciantes e experientes a desenvolver textos com mais confiança, foco e impacto. Sua formação técnica em escrita criativa inclui cursos e oficinas no Brasil, Austrália, Suíça, Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra e Japão. Há 7 anos, ele escreve e edita o Ficção em Tópicos, o site mais completo sobre storytelling em Português.

2 escritores têm algo a dizer sobre este texto

  1. Fábio Alves 09/05/2015

    Muito bom essa iniciativa.

    Só não vi (nem aqui nem lá no Scribe) até quando se pode enviar os textos.

    Abraço.

  2. Author
    Diego Schutt 09/05/2015

    Oi Fábio. O prazo para publicação do texto é 1/06/2015. Boa sorte!

Gostou do texto? O autor vai adorar saber. Deixe um comentário e compartilhe o artigo com outros escritores.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Copyright 2010-2017 Diego Schutt - Todos os Direitos Reservados | Ficção em Tópicos