Aprenda a criar realidades com palavras

Como criar um mundo de fantasia?

Por Diego Schutt em 04/03/2014 Tópicos: dicas, escrever
15
140

Em um vídeo excelente do TED-Ed, Kate Messner aponta tópicos importantes que você precisa considerar ao criar um mundo de fantasia. Abaixo, uma tradução livre de um trecho do vídeo, que tem áudio original em inglês.

Assim como na vida real, mundos ficcionais operam de forma consistente dentro de um espectro de regras físicas e sociais. Isso é o que torna esses mundos complexos acreditáveis, coerentes e divertidos de explorar. Na vida real, a lei da gravidade segura os sete livros de “Harry Potter” em milhões de estantes ao redor do mundo.

Sabemos que isso é verdade, mas também sabemos que desde que J. K. Rowling digitou as palavras bruxo, varinha, e “Wingardium Leviosa”, a Lei da Gravidade deixou de existir nos trilhões de páginas no mundo de Harry Potter.

Autores de ficção científica e fantasia literalmente constroem mundos.

Eles criam regras, mapas, linhagens, idiomas, culturas, universos, universos alternativos dentro de universos e, a partir desses mundos, surgem uma série de histórias. Quando bem construídos, os leitores podem entender esses mundos ficcionais e suas regras tão bem quanto os personagens que vivem neles e, às vezes, ainda melhor do que o leitor entende o mundo real que existe fora do universo do livro.

Mas como rabiscos feitos por uma pessoa em uma página podem refletir luz em nossos olhos, enviar sinais para o nosso cérebro e serem logicamente e emocionalmente decodificados como narrativas complexas, que nos levam a lutar, chorar, cantar, pensar, e que são fortes o suficiente não só para sustentar um mundo que é completamente inventado pelo autor, mas também para modificar a perspectiva do leitor sobre o mundo real, para onde ele retorna somente após o rabisco final ser lido?

Não tenho certeza se alguém sabe responder a essa pergunta, mas mundos ficcionais fantásticos são criados todos os dias em nossas mentes, em computadores e, até mesmo, em guardanapos de restaurante.

Tudo o que você precisa para começar a escrever um livro é sua imaginação e sua vontade de viver em um mundo imaginado por você.

Eu não inventei Hogwarts nem a cantina de Star Wars, mas escrevi algumas thrillers científicos para jovens e crianças. Aqui estão algumas perguntas e técnicas que usei para ajudar a construir os mundos onde essas histórias acontecem.

Começo basicamente com um local e um lugar no tempo. 

  • Seja um mundo de fantasia ou um cenário futurista no mundo real, é importante saber onde você está e se você está trabalhando no passado, presente, ou futuro.
  • Gosto de criar uma linha do tempo mostrando como esse mundo surgiu.
  • Que eventos passados o moldaram?

Então, penso nas respostas para essas perguntas para delinear os detalhes do meu mundo ficcional.

  • Que regras estão em vigor? Isto cobre tudo, desde leis da gravidade (ou não), às regras sociais e as punições para os indivíduos que as quebram.
  • Que tipo de governo esse mundo tem?
  • Quem tem poder e quem não tem?
  • No que as pessoas acreditam aqui?
  • E o que essa sociedade mais valoriza?

Na sequência, é hora de pensar sobre a vida do dia a dia.

  • Como é o clima nesse mundo?
  • Onde os habitantes vivem, trabalham, e estudam?
  • O que eles comem e como eles se divertem?
  • Como eles tratam os jovens e os idosos?
  • Quais as relações que eles têm com os animais e plantas do mundo?
  • E qual a aparência desses animais e plantas?
  • Que tipo de tecnologia existe? Transporte? Comunicação? Acesso à informação?

Se você investir tempo explorando esse mundo de fantasia e procurar por respostas para essas perguntas, você está no caminho certo para construir o seu mundo ficcional. Uma vez que você conhecer seu mundo tão bem quanto você espera que seu leitor vá conhecê-lo, coloque seus personagens nele, veja o que acontece e se pergunte:

  • Como esse mundo que você criou molda as pessoas que vivem nele?
  • Que tipo de conflito é provável que surja em um mundo como mundo?

Responda a essas perguntas e você encontrará sua história. Boa sorte, futuro construtor de mundos!

Assista ao vídeo abaixo.

Venha criar mundos de fantasia com o criador e editor do Ficção em Tópicos. Conheça o Jardineiro de Ideias, um curso/oficina de escrita criativa TOTALMENTE ONLINE que você pode fazer de qualquer lugar do Brasil ou do mundo. Saiba mais clicando aqui.

Sobre o Autor

Diego SchuttLer todos os textos de Diego Schutt
Diego Schutt combina ideias de teoria literária, dramaturgia e psicologia social para ajudar escritores iniciantes e experientes a desenvolver textos com mais confiança, foco e impacto. Sua formação técnica em escrita criativa inclui cursos e oficinas no Brasil, Austrália, Suíça, Estados Unidos, Inglaterra, Japão e Hong Kong. Há 7 anos, ele escreve e edita o Ficção em Tópicos, o site mais completo sobre storytelling em Português.

15 escritores têm algo a dizer sobre este texto

  1. Rodrigo Rahmati 05/03/2014

    Muito interessante o vídeo, assim como as dicas! É um bom ponto de partida para quem está começando (para mim, teria evitado um monte de tropeços se tivesse visto a tempo hehe) =)

  2. Cyro 05/03/2014

    Estava me perguntando por onde eu deveria começar… Essas dicas elucidaram minhas dúvidas. Muito bom. Abraço

  3. Susi 05/03/2014

    bem, já estou bem avante no meu mundo, mas ainda em processo de escrita, a edição chegará. As questões realmente me fizeram lembrar de muita coisa importante que deixei para trás. Assim que terminar de escrever, volto aqui, pois tenho que responder a estas questões. Obrigado mais uma vez!

  4. Bruno Cesar 24/03/2014

    Ótimo artigo, tenho muitas idéias para escrever uma história de fantasia, esse artigo me elucidou muito. Parabéns!

  5. Bruno Gaudino 25/03/2014

    Olá Diego, gostei muito desse artigo, a muito tempo tenho vontade de escrever histórias sobre fantasia e ficção, porém nunca tentei, e tenho uma dúvida, você acha que alguém que ainda não escreveu nenhuma história nesse gênero possa logo de cara tentar ou seria melhor escrevendo outras tipos de histórias para assim adquirir maturidade e experiência para desenvolver um tema tão complexo?

  6. Author
    Diego Schutt 26/03/2014

    Oi Bruno. Eu acho que você deve escrever o que gosta de ler. Se você tem interesse em histórias de fantasia, então escreva histórias de fantasia. 😉

    Boa sorte e obrigado pelo comentário.

  7. Bruno Gaudino 26/03/2014

    Obrigado Diego, e parabéns pelo site!

  8. Ana 26/04/2014

    Adorei as dicas. Já tinha começado um livro mas tinha certas dificuldades. Vou ver se agora desenrolo…

  9. Rebeca 12/05/2014

    Muito boas as dicas!! Acho engraçado que pra mim criar mundos é algo tão natural! Estou escrevendo uma ficção científica e uma fantasia, cada livro é um mundo diferente e nunca tive dificuldades, mas o vídeo certamente me fez pensar em coisas que ainda não tinha reparado… Obrigada! :]

  10. Priscila Nonato 02/07/2014

    Poderia postar um texto ensinando a escolher e criar nomes para personagens ,cidades ,vilas …

  11. jonas maracajá de morais 11/03/2015

    Olá Diego, boa tarde,
    Na verdade eu gostaria, se possível, que você me orientasse. Escrevi um livro “Desejo Sombrio”, triller policial, no sistema on demand. Não gostei da editora e na verdade não consegui vender o livro, a não ser o que adquiri para o lançamento. Agora o contrato acabou e a Editora informa que eu não posso usar a capa para outras publicações. O que vc acha que devo fazer? Tentar outra publicação, com outra capa, etc….
    Gostaria que voce opinasse, pois sei da sua experiência.
    Obrigado.
    JONAS MARACAJÁ DE MORAIS

  12. Gly 09/01/2016

    Olá Diego, tudo bem? Bom eu comecei a escrever um livro a um tempinho em uma biblioteca online que se chama Wattpad, as pessoas falaram que ficou bom…mas achava que faltava alguma coisa, adentrar mais no mundo, descobrir mais e ter ideias…cometir erros claro rsrsrs, mas depois que procurei por o que estava precisando, agora sei o que farei! O seu site está me ajudando muitooooo!!!! Obrigada, muito obrigada mesmo!!!! Suas dicas são muito importantes pra mim!

  13. Bianca Oliveira 07/01/2017

    Nossa, amei!
    Eu tenho 15 anos e estou começando a escrever meu livro. Ainda tenho uma certa dificuldade em relação á nomes e também como desenrolar a minha história. Após, terminar de escrever, irei retornar ao site para responder às perguntas!

  14. Jenni 12/03/2017

    Oiii!!Gostei muito das suas dicas e explicações. Desde de criança eu sempre fui muito imaginativa,mas até hoje eu nao sabia como colocar minhas idéias num papel.Me ajudou muito!!!? Valeu!!

Gostou do texto? O autor vai adorar saber. Deixe um comentário e compartilhe o artigo com outros escritores.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Copyright 2010-2017 Diego Schutt - Todos os Direitos Reservados | Ficção em Tópicos ® é uma marca registrada