Aprenda a criar realidades com palavras

4 técnicas hollywoodianas para criar histórias envolventes.

Por Diego Schutt em 05/01/2014 Tópicos: escrever, técnicas
6
107

A indústria de cinema americana é uma das mais poderosas do mundo.

As histórias produzidas em Hollywood ultrapassam barreiras culturais, e entretém milhões de pessoas de diversos países.

Conheça abaixo 4 técnicas usadas na criação de filmes de sucesso internacional que ajudarão você a escrever histórias mais envolventes.

Antecipe

Antes de investir horas e mais horas escrevendo sem direção, considere o potencial dramático da sua história. Antecipe as possibilidades de desdobramento da ideia que o inspirou a escrever.

É fácil deixar-se iludir por um impulso criativo que parece genial, e mergulhar de cabeça em um projeto de longo prazo antes de avaliar sua viabilidade. Inicie escrevendo as cenas que você apresentaria no trailer do seu filme (ou na contracapa do seu livro).

  • Esses fragmentos da história deixarão a audiência curiosa sobre o que acontecerá na sequência?
  • Esse pequeno sumário provoca perguntas intrigantes sobre os personagens?
  • Qual a melhor forma de organizar o enredo para manter o interesse da audiência até o final?

Investigue

Sua historia é um manifesto sobre sua visão de mundo a respeito de um determinado assunto. Por isso é importante que você investigue o tema central do seu texto a partir de múltiplos pontos de vista.

Procure entender o que é senso comum sobre esse assunto e quais são os estereótipos associados a ele. Considere os diferentes ângulos a partir dos quais você pode construir a narrativa.

  • O que de novo sua história pode trazer sobre o tema?
  • Que tabus e tópicos obscuros estão relacionados ao assunto?
  • Que provocações você pode fazer na audiência?

Interprete

O que as pessoas buscam em histórias de ficção é uma experiência emocional relevante. Elas querem projetar suas emoções nas dos personagens para encontrar uma verdade humana que lhes ajude a entender melhor ou examinar algum aspecto da suas vidas.

Se você simplesmente apresenta uma sequência de acontecimentos e não oferece uma interpretação sobre o sentido da história, sua narrativa não terá grande impacto junto à audiência.

  • Que verdade sobre a vida o drama dos personagens revela?
  • O que sua história significa?
  • Que aspectos da sua vida a audiência pode relacionar à história?

Alinhe

Decida qual é o drama central da sua história e faça todos os outros elementos da narrativa trabalharem para intensificá-lo. Faça escolhas conscientes sobre a ordem das cenas, o conteúdo dos diálogos, o comportamento dos personagens, e os detalhes incluídos em cada passagem.

Alinhe as peças da sua história usando como base a emoção-chave que você deseja provocar na audiência na cena final.

  • Qual é a mensagem principal que você deseja passar?
  • Que temas universais sua história se propõe a discutir?
  • Como você pretende usar os problemas que o protagonista vai enfrentar ao longo do enredo para dramatizar suas ideias sobre esses temas?

 

Quer minha ajuda para colocar essas técnicas em prática? Clique aqui

 

Sobre o Autor

Diego SchuttLer todos os textos de Diego Schutt
Diego Schutt combina ideias de teoria literária, dramaturgia e psicologia social para ajudar escritores iniciantes e experientes a desenvolver textos com mais confiança, foco e impacto. Sua formação técnica em escrita criativa inclui cursos e oficinas no Brasil, Austrália, Suíça, Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra e Japão. Há 7 anos, ele escreve e edita o Ficção em Tópicos, o site mais completo sobre storytelling em Português.

6 escritores têm algo a dizer sobre este texto

  1. Gean Riwster 12/10/2012

    Mais uma boa dica.
    O maior bilheterista da história do cinema é um filme chamado… Avatar.

    Antecipe: Quem não fica curioso com um monte de cara azul gigante e nós, meros seres humanos, controlar um deles em mente e alma? E ainda mais, um mundo novo, seres belos e guerra….

    Avalie: São muitos os significados e novas formas de abordagens que poderemos trazer para, por exemplo, a busca pelo petróleo e a destruição da natureza em si.

    Interprete: Significaria talvez a fuga para um mundo completamente primitivo, mas que tem as poucas coisas necessárias para nos fazer feliz, Como beleza, amor, sem fronteiras e Deus.

    Alinhe: O que realmente é a felicidade. Será que estamos realmente a buscando? Será que a natureza não é realmente importante?

    Isso foi mais ou menos a análise desse filme, já que me lembro mais ou menos dele, e bom que vai ter o 2, o 3 e até o 4, previstos até agora. Vamos ver até lá.

    Se utilizarmos esses verdadeiros significados e abordagens diferentes para tais assuntos em nossas histórias, talvez vamos mais longe.

  2. Victor 03/12/2012

    Oi, sou Victor J. Sousa e tenho 15 anos. Estou começando a escrever meu primeiro livro chamado: Assassino – A Mente Envenenada e tenho uma pergunta. Seria uma boa idéia um garoto como eu abordar um tema tão complexo e difícil como a vingança? Pois é sobre isso que eu estou escrevendo, um trauma infantil, seguido de maus tratos na adolescencia e na sua fase adulta, decide se vingar de todos…

  3. Diego Schutt 04/12/2012

    Oi Victor.

    Não se preocupe tanto com a complexidade do tema. Desenvolva sua ideia em uma história, e avalie o resultado. Mesmo que você não fique 100% satisfeito com o texto, você vai aprender bastante durante o processo.

    Boa sorte e boa escrita.

    sds
    Diego

  4. victor hugo 13/06/2014

    Oi,eu sou o victor e estou escrevendo um livro e esta não esta fácil porque niquem mi apoia e falam que nuca termina toda vez que tento alguém chega para infernizar e o meu tema e um mundo fictício que tem etilo medieval e tecnológico o que eu posso fazer para termina

  5. Samara 04/12/2014

    Olá, Diego!
    Estou adorando tudo o que você escreve. Tenho algumas ideias e gostaria de transformar em livro, já que adoro ler e escrever. Suas dicas estão me ajudando muito!

    Obrigada!

Gostou do texto? O autor vai adorar saber. Deixe um comentário e compartilhe o artigo com outros escritores.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Copyright 2010-2017 Diego Schutt - Todos os Direitos Reservados | Ficção em Tópicos