Escreva para expressar, não para impressionar.

Dica 58: Enfrente os medos que impedem você de escrever.

Por Diego Schutt em 28/03/2011 Tópicos: Dicas, Escrever Ficção, Inspiração
2
58

O medo é o mecanismo de defesa que nosso corpo e nossa mente usa para nos proteger. Todo medo é uma indicação de que reconhecemos um perigo. Qual o perigo que escrever um texto pode trazer para nossa vida?

Ao escrever uma história, você está compartilhando (ainda que não seja a sua intenção) seu senso moral, sua lógica de pensamentos, seus desejos, seus preconceitos e suas fantasias. Expor sua personalidade dessa forma coloca você em uma posição extremamente vulnerável, fazendo com que certos medos atrapalhem seu processo de criação. Aprenda a reconhecer e enfrentar os disfarces que suas inseguranças vestem para tentar impedir que você escreva.

Medo de fracassar

Medo de “fazer errado”, de não conseguir escrever uma boa história, está geralmente associado ao medo de ser humilhado e criticado. Escritores têm dificuldade de se separar daquilo que criam. O medo de ser ridicularizado por um texto que você escreveu paralisa porque ninguém gosta de testar sua autoestima em público.

Erros são suas maiores fontes de aprendizado. Erre da forma mais errada possível, se permita escrever a pior história imaginável, e você só tem a melhorar.

Medo do sucesso

Medo de escrever histórias fantásticas que o tornem um escritor reconhecido é geralmente medo das mudanças que isso inevitavelmente traz como, por exemplo, a ansiedade de não conseguir corresponder às expectativas que ser bem sucedido vai criar nos outros. Sucesso coloca você no centro das atenções e nem todos estão preparados para lidar com isso.

Mudanças são inevitáveis, quer você seja bem sucedido ou não. Experimente o sucesso e decida se você gosta das mudanças que isso inevitavelmente trará para sua vida.

Medo de rejeição

Medo de que algumas pessoas não vão gostar das histórias que você escreveu é geralmente medo de descobrir que existem pessoas que não vão gostar de você. Ainda que se tenha uma legião de fãs, nem todos sabem lidar bem com a ideia de que suas histórias não serão apreciadas por todos.

Ninguém é unanimidade. Encontre seu público e preocupe-se apenas em escrever com ele em mente. Aprenda a aceitar que mesmo alguns dos seus fãs talvez não vão gostar de algumas histórias que você vai escrever, e não há nada de errado nisso.

Medo de ser medíocre

Medo de que o que se escreve nunca está bom o suficiente é geralmente medo de prejudicar sua imagem diante de outras pessoas. Esse medo vem geralmente disfarçado de perfeccionismo. Ele acaba por impedir que você atinja qualquer coisa porque você sempre tem a sensação de que ainda pode fazer melhor.

Você pode reescrever a mesma história eternamente tentando atingir perfeição. Mas é melhor colocar uma história “imperfeita” no mundo do que deixá-la em uma pasta escondida do seu computador.

Medo de arriscar

Medo de colocar suas ideias em prática é geralmente medo da fantasia de talento e sucesso na sua cabeça não corresponder à realidade. É mais fácil e confortável tentar se convencer que se você se esforçasse de verdade, seria um ótimo escritor. Dar um passo rumo ao desconhecido requer humildade e coragem, mas há quem não conheça o real significado dessas palavras.

A pior coisa que pode acontecer se você colocar suas ideias em prática é descobrir que você é um escritor imaturo. Reconheça suas limitações, arregace as mangas e comece a praticar para escrever melhor

Leia as dicas 1 à 50.

Leia as dicas 51 à 100.

Publicidade

Sobre o Autor

Diego SchuttLer todos os textos de Diego Schutt
Diego Schutt combina ideias de teoria literária, dramaturgia e psicologia social para ajudar escritores iniciantes e experientes a desenvolver textos com mais confiança, foco e impacto. Sua formação técnica em escrita criativa inclui cursos e oficinas no Brasil, Austrália, Suíça, Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra e Japão. Há 8 anos, ele escreve e edita o Ficção em Tópicos, o site mais completo sobre storytelling em Português.

2 escritores têm algo a dizer sobre este texto

  1. Renata Luna 01/11/2013

    Rapaz, se você soubesse como essas dicas estão me ajudando! Atualmente estou no processo de escrita do meu segundo livro. Gostaria muito de publicar e para fazer isso, preciso desapegar desses muitos medos. É um exercício que tentarei fazer diariamente. Por essa e todas as outras dicas: muito obrigada!!!

Gostou do texto? O autor vai adorar saber. Deixe um comentário e compartilhe o artigo com outros escritores.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

 

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

Copyright 2010-2018 Diego Schutt - Todos os Direitos Reservados | Ficção em Tópicos