Aprenda a criar realidades com palavras

Dica 56: Escolha a melhor roupa e local para escrever.

Por Diego Schutt em 23/03/2011 Tópicos: dicas, escrever, escrita criativa
13
12

Ao vestir terno e gravata, você se sente sério e formal. Quando você veste jeans e camiseta, se sente casual e informal. Ao colocar seu pijama, você se sente descansado e relaxado. Associamos certos trajes a determinadas sensações e atividades. Por isso, a forma como você se veste influencia no seu comportamento e estado de espírito.

Considere que roupas vestir quando for escrever. Esse pequeno detalhe pode afetar sua produtividade, capacidade de concentração e até mesmo ajudar você a entrar na pele de um personagem. Experimente escrever usando roupas demais para simular o calor que seu protagonista está sentindo dentro do uniforme de astronauta. Experimente escrever usando roupas de menos para, assim, sentir o frio que seu personagem está sentindo enquanto espera na sala de exames do hospital. Experimente escrever sem roupa para imaginar o quão vulnerável sua protagonista está se sentindo no vestiário do clube.

Assim como suas roupas, o local onde você escreve também é uma escolha que pode influenciar nas suas criações. Experimente escrever deitado no sofá, sentado na patente do banheiro, de pé na sala, em frente a uma janela, no banco de um parque, na praça de alimentação de um shopping, dento do ônibus, debaixo da cama. Observe onde você se sente mais criativo e produtivo e, sempre que se sentir bloqueado, mude de lugar.

Leia as dicas 1 à 50.

Leia as dicas 51 à 100.

Sobre o Autor

Diego SchuttLer todos os textos de Diego Schutt
Diego Schutt combina ideias de teoria literária, dramaturgia e psicologia social para ajudar escritores iniciantes e experientes a desenvolver textos com mais confiança, foco e impacto. Sua formação técnica em escrita criativa inclui cursos e oficinas no Brasil, Austrália, Suíça, Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra e Japão. Há 7 anos, ele escreve e edita o Ficção em Tópicos, o site mais completo sobre storytelling em Português.

13 escritores têm algo a dizer sobre este texto

  1. Bruno 03/04/2011

    Sabe Diego, essa dica é demais! Eu quando escrevo, me caracterizo com meu personagem principal, aliás, passo muito de mim para ele! Uso uma capa preta e jogo no cabelo um spray de cor branca, ele fica acinzentado que nem do personagem… isso faz com que meu desenvolvimento se eleve a patamares muito maiores do que se eu estivesse vestindo pijama ou descabelado e com qualquer roupa!

  2. Diego 04/04/2011

    Fantástico Bruno! Adorei! Isso é um exemplo de dedicação para caracterizar um personagem. Você literalmente dá vida às suas ideias. Tenho certeza de que isso contribui, de alguma forma, para o desenvolvimento da história. Obrigado por compartilhar seu processo. abs

  3. Robson 25/07/2011

    Dica maravilhosa mesmo Diego! (nome do meu melhor amigo)
    Gosto muito de seu site, mas não tinha dado o devido respeito ainda…
    Queria lhe dar o parabens por seu afeto e dedicação para nós ajudar no desenvolvimento de nossas mentes em uma tarefa tão dificil, que é criar um mundo, uma historia.
    Hj estou escrevendo uma historia, graças ao seu site.
    Abraço… muita luz e prosperidade a vc e seu site!

  4. Diego 29/07/2011

    Que legal ler tua mensagem Robson. Desculpe a demora em responder. Estou viajando e tenho acesso limitado a internet. Fico feliz por saber que os textos te incentivaram a escrever uma história. Se eu puder te auxiliar de alguma forma no processo, me envia um email para ficcao@emtopicos.com. Boa escrita! Abs e obrigado pela leitura

  5. Fernando Britto 23/08/2012

    Primeiro, parabéns pela ‘pequena, mas importante’ postagem. Me identifiquei muito porque tenho esse mesmo costume: me arrumo mesmo se trabalharei o dia inteiro em casa. De certa forma, ajuda saber que é um processo real, e outras pessoas também se utilizam dele para ‘produzirem’ mais. Sucesso para o Ficção em Tópicos.
    Abraço

  6. Oi Fernando
    É impressionante como o que vestimos influencia o nosso comportamento. Tem dias que até sapato eu coloco. 🙂
    Obrigado pela leitura.
    sds
    Diego

  7. Felipe Reino 19/01/2013

    Essa realmente me pegou de surpresa. Todos nós reparamos que mudamos de acordo com o que vestimos, mas acho que nunca paramos para pensar em como isso nos influencia.
    Estou gostando cada vez mais deste site.

  8. Diego Schutt 21/01/2013

    Felipe, este é um daqueles detalhes que podem facilitar ou atrapalhar. Desde que comecei a prestar atenção no que estou vestindo quando escrevo, percebi o quanto isso influencia meu humor e produtividade. Espero que esta dica faça diferença nas suas sessões de escrita.

    Obrigado pela leitura.

    sds
    Diego

  9. Giovanni Bruno 08/03/2013

    Realmente, Diego, eu concordo com o que disse e ainda acrescento: não é somente o que estamos trajando, mas também o ambiente no qual nos encontramos. Eu, particularmente, me sinto cansado, enfadado quando estou num ambiente quente e/ou bagunçado. Creio que cada um de nós somos inconscientemente influenciados pelo que está ao nosso redor, seja um sentimento bom ou ruim que pode provir de elementos que, para muitos, podem parece uma grande bobeira, como o posicionamento de uma luz ou a forma como as cortinas estão no ambiente. Eu mesmo só consigo redigir ou até mesmo estudar para minhas estórias quando o ventilador está ligado! rs ><

  10. Gibran Lahud 16/12/2013

    Diego, acho que vou me vestir como um cavaleiro medieval então.

    Seu site é muito bom, muito mesmo, estou aproveitando demais as dicas oferecidas e concordo com a grande maioria delas.

    Espere para ver mais comentários meus por aqui. Um abraço!

  11. RaquelSt 18/12/2013

    Eu sempre me sinto poderosa quando uso jaqueta de couro, calças e botas do exercito… É o que uso pra escrever terror
    😉

  12. Patrick Machado da Rosa 02/11/2014

    Bem… eu nao tenho isso com roupa… pois mesmo eu estando de pijama ou de jeans eu me imagino como o personagem (até mesmo os mais feios, como é o caso de uns meus ai, hehe), mas eu vou muito pela mudica que escuto. Como por exemplo “Hero Nation” da banda Freedom Call, eu imagino homens e mulheres de varios reinos lutando pela liberdade e paz… ou quando escuto… ahh esqueci… bem, uma musica que incite uma certa coisa, sentimento, mesmo eu nao sabendo a traducao, eu sinto coisas relacionadas e imagino também, e quando vejo a traducao, realmente é aquilo que senti…
    Desculpe-me pelo meu texto, e pelos possíveis erros ortográficos, de pontuacao principalmente, pois estou usando o celular.
    E te agradeco por estas postagens maravilhosas, esrao me ajudando muito!

  13. Patrick Machado da Rosa 02/11/2014

    Ahhh… e só para constar… estou escrevendo uma fantasia científica onde começa em uma dimensão, passa para a nossa num futuro apocaliptico ( onde o rei da Inglaterra ta doidão ), e volta para a deles… vai ser muito louco. Eu ja dei um resumo para os meus amigos leitores mais assíduos, e eles disseram que tem potencial para se tornar um grande livro… bem… o senhor anda fazendo um ótimo trabalho.
    Obs: tenho 16 anos, por isso chamei-o de senhor.

Gostou do texto? O autor vai adorar saber. Deixe um comentário e compartilhe o artigo com outros escritores.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Copyright 2010-2017 Diego Schutt - Todos os Direitos Reservados | Ficção em Tópicos