Aprenda a criar realidades com palavras

Dica 25: Seja específico em suas descrições.

Por Diego Schutt em 19/09/2010 Tópicos: dicas, técnicas
1
19

Palavras fazem parte do nosso vocabulário racional. Imagens fazem parte do nosso vocabulário emocional. Palavras permitem que você traduza suas ideias de forma organizada e compreensível. Imagens permitem que você ilustre suas emoções através de comparações e simbolismos.

Descrições genéricas entregam ao leitor a responsabilidade de transformar suas palavras em imagens. É um convite a elaboração de detalhes da história que você, escritor, poderia usar para destacar passagens importantes do texto e expressar sua visão artística com mais fidelidade.

Por exemplo: “Achava, o Crisóstomo, que seriam felizes para sempre. Ele disse: acredito que vamos os dois ser felizes para sempre. Isaura riu esquisito.” Como esquisito é um adjetivo genérico, tal descrição da risada dessa personagem carece de energia.

Ao descrever uma característica importante sobre um personagem, escolha palavras que criem uma imagem mais específica de tal característica. Seu objetivo é oferecer referências concretas para ajudar o leitor a imaginar com mais clareza o que você está tentando expressar.

Observe esse exemplo, extraído do livro “O filho de mil homens”, de Valter Mãe: “Achava, o Crisóstomo, que seriam felizes para sempre. Ele disse: acredito que vamos os dois ser felizes para sempre. Ela riu-se. A Isaura nem sabia rir. Parecia só um animal incomodado por graça. Até a expressão de um sentimento benigno lhe aparecia no rosto como um certo gesto atrapalhado.” Perceba como o escritor é mais específico na forma de descrever a esquisitice da risada de Isaura e a comparação da personagem a um animal reforça a estranheza que o escritor deseja expressar. Como essa descrição é mais precisa, a passagem ganha vida.

Em momentos importantes do texto, seja específico em suas descrições, faça comparações, ofereça referências. Use linguagem simbólica para pintar imagens mais vívidas, que ajudem o leitor a enxergar as especificidades do seu universo de ficção.

Leia as dicas 1 à 50.

Leia as dicas 51 à 100.

Sobre o Autor

Diego SchuttLer todos os textos de Diego Schutt
Diego Schutt combina ideias de teoria literária, dramaturgia e psicologia social para ajudar escritores iniciantes e experientes a desenvolver textos com mais confiança, foco e impacto. Sua formação técnica em escrita criativa inclui cursos e oficinas no Brasil, Austrália, Suíça, Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra e Japão. Há 7 anos, ele escreve e edita o Ficção em Tópicos, o site mais completo sobre storytelling em Português.

Um escritor tem algo a dizer sobre este texto

  1. Giovana Vieira 24/07/2016

    Você não sabe o quanto está me ajudando com essas dicas.
    Muito obrigada.

Gostou do texto? O autor vai adorar saber. Deixe um comentário e compartilhe o artigo com outros escritores.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Copyright 2010-2017 Diego Schutt - Todos os Direitos Reservados | Ficção em Tópicos