Aprenda a criar realidades com palavras

Dica 8: Aprenda a provocar emoções com palavras.

Por Diego Schutt em 18/08/2010 Tópicos: dicas, técnicas
16
38

Emoções são a matéria-prima das histórias de ficção. Elas determinam a forma como o leitor vai interpretar os comportamentos dos personagens e empatizar com seus dramas.

Para provocar emoções com suas palavras:

1. Ajude o leitor a enxergar e sentir o mesmo que o personagem

Emoções são subjetivas. Cada pessoa, incluindo seus personagens, sente o mundo de um jeito particular. Para demonstrar o que seus personagens estão sentindo, traduza suas emoções em reações físicas e comportamentos observáveis. Descreva detalhes específicos ao invés de generalidades. Ao invés de “Ana estava nervosa no seu primeiro dia de aula”, experimente “Os joelhos de Ana afrouxaram quando ela entrou na sala de aula escoltada pelo olhar dos colegas. A testa suada, formigas na barriga, e a voz da mãe ecoando nos ouvidos, mandando ela parar de frescura e descer do carro.”

2. Apresente informações sobre os personagens na ordem certa

Emoções não existem fora de um contexto. Ao escrever cada cena de sua história de ficção, certifique-se que você incluiu informações suficientes para que o leitor reaja da forma que você deseja aos acontecimentos do enredo. Se, por exemplo, você quer que o leitor tema pela vida do seu protagonista na cena onde seu escritório pega fogo, desperte identificação e empatia com o personagem em cenas anteriores, nos dando motivos para nos importar com ele (Ele tem uma mãe doente? Uma esposa grávida? Um filho deficiente que depende dele?).

Leia as dicas 1 à 50.

Leia as dicas 51 à 100.

Sobre o Autor

Diego SchuttLer todos os textos de Diego Schutt
Diego Schutt combina ideias de teoria literária, dramaturgia e psicologia social para ajudar escritores iniciantes e experientes a desenvolver textos com mais confiança, foco e impacto. Sua formação técnica em escrita criativa inclui cursos e oficinas no Brasil, Austrália, Suíça, Estados Unidos, Alemanha, Inglaterra e Japão. Há 7 anos, ele escreve e edita o Ficção em Tópicos, o site mais completo sobre storytelling em Português.

16 escritores têm algo a dizer sobre este texto

  1. Patrick José 26/01/2013

    Gostei muito da dica 8, antes de ler ela não usava figuras de linguagem em nenhuma de minha historias, agora na fico sem usar. Queria te agradecer por esse site,se eu não tivesse o encontrado não sei como seria da minha jovem vida de escritor muito obrigado.

  2. J. T. Nakamura 27/01/2013

    Sem emoção não da.

  3. Diego Schutt 28/01/2013

    Oi Patrick

    Fico super feliz em saber que o Ficção em Tópicos está ajudando você a dar seus primeiros passos como escritor. Obrigado pela mensagem.

    sds
    Diego

  4. Pamela 13/02/2013

    Gostei bastante da dica de figuras de linguagem, elas realmente são fundamentais. Mas confesso que ainda tenho dificuldade em usa-las.
    Obrigada pelas dicas, elas nos ajudam muito!

  5. Mima Pumpkin 12/04/2013

    Deu uma vontade de ler a história da mãe da Ana. Muito sinistra.

  6. Diego Schutt 15/04/2013

    Mima, talvez eu venha a transformar essa ideia em uma história. Obrigado pela leitura.

  7. Nathalie Tuane Silva de Souza 21/04/2013

    Diego eu tenho uma dificuldade em fazer metáforas você tem alguma dica que pode me ajudar?

  8. Isaias fernandes 29/08/2013

    Muito bom, para mim ajudou muito, mas falta uma dica importante d+ é dar emoção ao passado do personagen dá uma ideia para mim ajudar neste assunto se puder me acodir sobre essa questão agradeço!

  9. Gabriel Henrique 08/09/2013

    Alguém pode me indicar livros que descrevem emoções muito bem? Eu queria um autor, que descreve-se de forma minuciosa de preferencia.

    Agradeço desde já.

  10. Vinicio 06/02/2014

    As vezes eu até me perco em figuras de linguagem. A parte boa é que minhas páginas ficam grande e não faltam descrições e satisfação quando termino. Pessoa elogiaram meus textos dizendo que fica tudo muito claro. Diego, continuo assim ou acha que os textos precisam ser travados de vez em quando? Mais sérios?

  11. Alex 28/05/2014

    Esse assunto sobre fíguras de linguagem não é o meu ponto fraco (na verdade eu não sabia que essa era a designação correta), mas acredito que é sempre bom utilizar o bom senso em tudo: nem demais, nem de menos. Eu, parttcularmente, gosto de descrever muito bem o ambiente e os personargens -e também suas emoções-; o meu maior problema é a criatividade. Sei que todos somos criativos, mas tem momentos que não vai! O mais incrível de se pensar sobre isso é que, escritores profissionais,escrevem mesmo quando as ideias não estão lá essas coisas; eles sentam à mesa com seu notebook, de preferência com uma paisagem de fundo bastante calma, tranquila… um pouco de verde e brisa nas costas, e simplesmente escrevem pra valer! Como é que pode o cidadão escrever páginas e páginas em um único dia e, detalhe, um dia ruim… num dia bom então ele escreve metade de um livro!

    Eu vou falar para vocês: existe uma técnica para se alcançar concentração instatânea e, desta forma, escrever muito. Estados alternados de conciência. Para vocês terem uma ideia: Albert Einstein, quando escreveu a teoria da relatividade, segundo ele próprio, imaginava-se por várias vezes viajando, em primeira pessoa, na calda de um feixo de luz. Ou seja pessoal, temos apenas que nos imaginar ali, no ato do acontecimento, como uma sombra apreciando de perto (mas com cuidado), o que se passa ao redor.

  12. Rodrigo 03/04/2015

    Obrigado, esse site tem me ajudado bastante também, muito esclarecedor.

  13. alex carlos 28/05/2015

    obrigado, por fazer essas dicas.
    sempre que estou bloqueado leio as dicas, a musa inspiradora volta e consigo voltar a minha historia.

  14. Walter Gealh 06/07/2015

    Preciso de alguém para ajudar a dar mais emoção em um livro de aventuras de bike que estou terminando de escrever.
    Por favor, se você tem essa experiência e puder me ajudar entre em contato comigo.
    Obrigado.

  15. Cristina 21/08/2015

    muito obrigada , isso me ajudou muito mesmo ! sabe quero ser uma escritora , essas dicas me ajudaram e muito , agora estou mais determinada a alcança meu sonho
    Cristina Ágape / 14 anos

Gostou do texto? O autor vai adorar saber. Deixe um comentário e compartilhe o artigo com outros escritores.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Copyright 2010-2017 Diego Schutt - Todos os Direitos Reservados | Ficção em Tópicos