Aprenda a criar realidades com palavras

Dica 11: Decida se você quer escrever livros ou ser um escritor.

Por Diego Schutt em 20/08/2010 Tópicos: dicas
11
7

Sim, existe uma diferença entre um desejo e outro.

Se você quer escrever livros, você deseja ser um autor.

Você acredita que tem ideias que podem resultar em boas histórias. Você acredita que algumas dessas histórias tem o potencial de despertar o interesse de um público grande o suficiente para atrair o interesse de uma editora. Sua maior meta é desenvolver a habilidade de manter o leitor interessado no seu texto, da primeira linha até o último ponto final. Palavras são ferramentas para transmitir suas ideias e pensamentos.

Se você quer ser escritor, você deseja ser um pensador.

Você acredita que tem uma visão única sobre o mundo que pode resultar em histórias que vão tocar a vida de outras pessoas. Você acredita que algumas dessas histórias têm o potencial de despertar mudanças reais na forma como outros veem o mundo. Sua maior meta é desenvolver a habilidade de fazer o leitor sentir na pele o drama dos seus personagens, da primeira linha até o último ponto final. Palavras são aliadas nos seus incansáveis esforços de dar sentido as suas experiências.

Leia as dicas 1 à 50.

Leia as dicas 51 à 100.

Sobre o Autor

Diego SchuttLer todos os textos de Diego Schutt
Diego Schutt combina ideias de teoria literária, dramaturgia e psicologia social para ajudar escritores iniciantes e experientes a desenvolver textos com mais propósito, foco e impacto. Sua formação técnica em escrita criativa inclui cursos e oficinas no Brasil, Austrália, Suíça, Estados Unidos, Inglaterra e Japão. Há 6 anos, ele escreve e edita o Ficção em Tópicos, o site mais completo sobre storytelling em Português.

11 escritores têm algo a dizer sobre este texto

  1. luzia mariano 28/01/2013

    eu fique muito satisfeita com o que ouvi no vídeo ,tenho um vulcão de historias dentro de mim ,me fez acreditar que devo seguir meus sonhos ,e torna-los realidade
    muito obrigada.

    luzia ,29 anos

  2. Diego Schutt 28/01/2013

    Legal Luzia. Espero que os textos do Ficção em Tópicos ajudem você a escrever muitas histórias.

    sds
    Diego

  3. Leonardo Araujo 26/08/2013

    Boa tarde …
    Eu achei muito bom seus comentários porem eu queria que você mandasse pelo meu email dicas para sinopse.

  4. Diego Schutt 29/08/2013

    Oi Leonardo

    Você encontra mais informações sobre como escrever uma sinopse da sua história neste artigo: http://ficcao.emtopicos.com/2013/04/dica-escrever-resumo-historia/

    Espero que ajude.
    sds
    Diego

  5. Mikael Bloom 06/02/2014

    Escritor/Pensador

  6. Ivy 16/08/2014

    Muito bom ler isso. Sou escritora mesmo, não tem jeito. Escrevo ficção, há personagens fantásticos mais sempre acreditei na ficção crítica como a de Douglas Adams por exemplo.

    Minhas estórias não são só diversões, entretenimento de fim de tarde.. São isso também, mas a ideia é que em meio a este processo o leitor reflita sobre sua visão de mundo, seus valores, comportamentos… Que passe a questionar mais os valores que nos são entregues numa forma de bolo, como se não precisassem de alterações, complementos,descartes, implementações…

  7. jeferson 18/01/2015

    Oi então eu nesse momento pretendo escrever um livro, não sou escritor nem autor,mas estou estudando para que eu possa estar oferecendo um livro de qualidade. Muito bom suas dicas.

  8. Yasmin 12/05/2015

    Olá! Já faz alguns anos que escrevo livros, mas somente agora fui descobrir a diferença. Sem dúvida sou autora. Escrevo as minhas histórias pensando em como eu me sentiria quando lesse aquilo, e sempre busco jogar no papel todas as minhas ideias malucas.

  9. Nelson queiroz 11/10/2015

    gostei muito deste esclarecimento, foi útil pra mim,agora sei que sou mesmo um pensador.obrigado.

  10. Debora Oliveira 21/02/2016

    Acho que estou um pouco em conflito. Sempre tive em minha cabeça muitas ideias soltas para histórias que são, nada mais nada menos,frutos frustrações e desejos de sair do comum. Analisando minhas tentativas anteriores, minhas historias sempre tinham um tom mais critico e tinham o segundo perfil, de ‘pensador’. Porem ela não tinham planejamento algum. Eram originadas de um impulso absurdo que me faziam escrever 20 paginas a caneta desesperadamente e não tinham uma continuação ou um objetivo.
    Agora, depois de ler muitas matérias neste site me obriguei a começar uma (minha primeira história completa) como arquiteto, fazendo o planejamento do macro e micro antes de escrever, e fico em conflito em o que eu quero fazer (a ideia original) e o que eu devo adequar para que possa se tornar um livro que atraia leitores.

  11. Rivaldo Barros 13/10/2016

    Já escrevi estórias que nunca publiquei, comento qualquer assunto que me chama a atenção, tentando colocar um ponto de vista peculiar, já fiz poesias e escrevi música de estilos diferentes. O que devo fazer para conseguir viver da escrita?

Gostou do texto? O autor vai adorar saber. Deixe um comentário e compartilhe o artigo com outros escritores.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

Copyright 2010-2017 Diego Schutt - Todos os Direitos Reservados | Ficção em Tópicos ® é uma marca registrada